Afirmação das diferenças é tema de livro sobre inclusão educacional

 

Assegurada pela Constituição Federal de 1988, a educação visa ao desenvolvimento integral do indivíduo e ao preparo para a inserção cidadã. Mas nem sempre a teoria condiz com a prática, principalmente no que diz respeito à educação inclusiva. O poder da inclusão é o tema discutido pela professora Luiza Mascarenhas no livro "Encontros entre surdos e ouvintes na escola regular: desafiando fronteiras", lançado pela Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff).

Durante sua graduação em Psicologia, a autora deparou-se com questões que limitavam o desenvolvimento educacional dos surdos em escolas regulares. A relação com alunos ouvintes muitas vezes acentuava a segregação educacional, ao invés de gerar integração.

No livro, Luiza Mascarenhas também destaca as condições inadequadas de trabalho dos professores. Segundo a autora, faltam preparo e apoio para lidar com a inclusão dos alunos com necessidades especiais na rotina de uma escola regular.

A autora também chama a atenção para a imposição das políticas de inclusão como projetos de governo, muitas vezes pensadas apenas como formas paliativas para lidar com a questão.

--> Como comprar.

 

 

 

Encontros entre surdos e ouvintes na escola regular Desafiando fronteiras