Tristes subúrbios
Tristes subúrbios: literatura, cidade e memória em Lima Barreto (1881-1922)
Série Nova Biblioteca, v. 27
Autor: Pedro Belchior
Páginas: 224
Formato: 16 x 23 cm
Peso: 0,355 kg
ISBN: 978-85-228-1273-8
Eduff
Edição: 1ª
Ano de publicação: 2017
Idioma: Português
Em breve à venda

Tristes subúrbios: literatura, cidade e memória em Lima Barreto (1881-1922)

 

O livro analisa a produção de um intelectual negro forjado às margens do sistema de publicação e divulgação literária dos "grandes nomes", dividido entre a busca pelo reconhecimento de sua condição de homem pobre instruído e a crítica intransigente à vida cultural carioca, à frivolidade das rodas de literatos e jornalistas e às suas associações e práticas intelectuais.

Por meio da experiência social e das narrativas de Afonso Henriques de Lima Barreto, Pedro Belchior busca compreender os diferentes modos de retratar a vida urbana e os "tristes subúrbios" cariocas. Assim, o leitor é conduzido de uma análise da experiência histórica e das vivências do cidadão Afonso Henriques à análise da literatura que ele produziu sobre a cidade e sobre o seu presente.

Em seu prefácio, a professora Laura Antunes Maciel, do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense (UFF), destaca que, ao percorrer as várias modalidades de textos e testemunhos elaborados por Lima Barreto, Belchior evidencia os diversos modos de construir ou retratar a sua relação com a realidade e, ao mesmo tempo, os combates que ele travou pela literatura e por meio dela.

O autor enfrenta a profusão de biografias, críticas, ensaios e edições críticas sobre Lima Barreto e sua obra, produzidos após sua morte e ao longo do século XX, evidenciando as disputas teóricas, estéticas e políticas em jogo e atento às imagens construídas sobre o escritor, sua vida e trajetória e a literatura que produziu e, também, aos preconceitos que ajudaram a cristalizar e disseminar.

Segundo Laura Maciel, a obra não incorre em mera negação ou apoio a priori, e sim exercita um diálogo crítico com os biógrafos e estudiosos da obra de Lima Barreto exumando argumentos e narrativas produzidos pelo literato e contemporâneos – "suburbano", "marginalizado", "rebelde" ou "boêmio" - que deslocaram a apreciação de sua obra (composição, temática, estilo de escrita, personagens, narrativas) para sua condição social e estilo de vida (negro, pobre, alcoólatra, morador dos subúrbios).

Sobre o autor - Pedro Belchior é mestre em História pela Universidade Federal Fluminense, coautor do livro "Nova fase da lua: escultores populares de Pernambuco" e pesquisador do Museu Villa-Lobos, no Rio de Janeiro.

--> Sumário e prefácio

--> Capa em alta resolução

 


Eduff - Editora da Universidade Federal Fluminense
Rua Miguel de Frias, 9, anexo, sobreloja, Icaraí, Niterói, RJ - 24220-900
Telefones: (21) 2629-5287 e 2629-5288
E-mails: faleconosco@eduff.uff.br e ouvidoria@eduff.uff.br