Gente das areias
Gente das areias: história, meio ambiente e sociedade no litoral brasileiro - Maricá, RJ - 1975 a 1995
Série Universidade, v. 4
Autores: Marco Antonio da Silva Mello e Arno Vogel
Formato: 22 x 20 cm
Páginas: 420
Peso: 0,800 kg
ISBN: 978-85-228-1210-3
Eduff
Ano de publicação: 2017
Edição: 2ª, revista e aumentada
Idioma: Português
Preço: R$ 89,00

Gente das areias: história, meio ambiente e sociedade no litoral brasileiro - Maricá, RJ - 1975 a 1995

 

"Gente das areias" trata do meio ambiente, da história e dos pescadores de Maricá, município no litoral do Estado do Rio de Janeiro, de 1975 - quando houve mortandade de peixes particularmente grave pela sua magnitude e consequências - a 1995.

A pesquisa sobre a pesca lacustre local gravitou ao redor de um drama social, cujo epicentro era o que os habitantes do povoado de Zacarias chamavam "a luta do tostão contra o milhão". O resultado final tornou-se um clássico moderno da antropologia brasileira, agora reeditado (revisto e aumentado) e novamente ao alcance dos pesquisadores e de todos que se interessam pelos processos sociais em que a preservação da cultura e da economia das comunidades se defronta com interesses do chamado progresso e da especulação imobiliária.

A "história ecológica" do sistema lacustre da costa marítima, que estabelece os parâmetros da crise ambiental que afetou Maricá, é analisada em "A longa agonia". O capítulo seguinte, "Natureza e sociedade", situa o problema da região dentro das políticas de saneamento e de preservação ambiental do Brasil.

Uma extensa etnografia das transformações operadas na restinga de Maricá pelo avanço da urbanização está presente no capítulo "Zacarias sitiada", no qual é descrito o processo de urbanização na restinga de Maricá e suas consequênciasde sobre o contexto social e fisico da situação. Em "A aldeia dos irredutíveis", na sequência, os autores concentram-se na descrição circunstanciada do assentamento de Zacarias e de seus moradores.

A gemelidade dos dois capítulos advém do fato de servirem a propósitos complementares: um, caracterizar as forças conjuradas no assédio ao povoado; o outro, o próprio lugar chamado Zacarias, enquanto ator coletivo da resistência ao avanço da cidade. Ao primeiro coube a tarefa de evidenciar a consagração do modo de vida urbano, ao longo de seu processo de expansão, cujos reflexos se fizeram sentir, em Maricá, e especificamente em Zacarias, com mais força, a partir dos anos 1970.

A atividade pesqueira é tratada em "A lavoura do pescador", e a construção social da população local é descrita e analisada em "O conúbio das águas".

--> Sumário e prólogo

--> Capa em alta resolução

Cálculo automático de frete

 


Eduff - Editora da Universidade Federal Fluminense
Rua Miguel de Frias, 9, anexo, sobreloja, Icaraí, Niterói, RJ - 24220-900
Telefones: (21) 2629-5287 e 2629-5288
E-mails: faleconosco@eduff.uff.br e ouvidoria@eduff.uff.br