O pastor peregrino
O pastor peregrino - Ritual, simbolismo e memória da primeira visita de João Paulo II ao Brasil
Série Antropologia e Ciência Política, v. 10
Autor: Arno Vogel
Páginas: 300
Peso: 0,390 kg
ISBN: 85-228-0230-7
Eduff
Edição: 1ª
Ano de publicação: 1997
Idioma: Português
Preço: R$ 26,00 R$ 5,00

O pastor peregrino - Ritual, simbolismo e memória da primeira visita de João Paulo II ao Brasil

 

Neste livro, o autor analisa o ritual da primeira visita do Papa João Paulo II ao Brasil, revelando ao público acadêmico e ao leitor interessado na questão religiosa, no país, as implicações simbólicas e sociológicas desse acontecimento.

A visita do papa era uma peregrinação, como denominada por ele próprio - assim também em suas outras viagens. Um gesto que demonstrava publicamente essa intenção peregrinatória era o beijo no solo de cada país visitado.

As culturas cristãs consideram a peregrinação como prática devocional, diferindo muito pouco de outras grandes religiões. O judaísmo antigo, o islã, as seitas budistas e o hinduísmo atribuem valor positivo ao ato de peregrinar. Razões para essa valoração favorável são abordadas pelo autor nesta obra.

Mas, de acordo com Vogel, a viagem do papa também é uma espécie de peregrinação às avessas, com Roma se voltando para o mundo, percorrendo-o em busca de todos que, normalmente, recebe como peregrinos. Tal inversão representa a entrada do sagrado no profano, o que lhe confere um caráter de missão.

Calcular frete